Jornal Cidade - Uruaçu-GO
COLUNAS
AGENDA POLÍTICA
SOCIAL
RELIGIÃO
SABOR DA LEITURA
SAÚDE DO CORAÇÃO
ESPAÇO ESPÍRITA
ESPECIAIS
IMAGEM...
ACONTECIMENTOS
ESTREVISTAS
ARTIGOS
URUAÇU - HISTÓRIA
SERVIÇOS
FALE CONOSCO
SEJA ASSINANTE
SEJA ANUNCIANTE
INFORMES
EVENTOS
NOSSO JORNAL
EXPEDIENTE
WEBMAIL

 

 

 
ARTIGOS
01-05-2018 06:05:01
Você não precisa adoecer!

Anderson Luís Pires Silveira

 

A comunidade universitária está adoecendo mental e fisicamente. Tal fato ocorre, visto que, não raro, os estudantes universitários abrem mão da própria qualidade de vida em função das atividades acadêmicas em excesso, dos prazos reduzidos e das cobranças excessivas para que se tenha um alto rendimento constante, por exemplo. Assim sendo, questiono a postura dos estudantes universitários diante das armadilhas do mundo acadêmico.

Recentemente, dois casos de suicídio, ocorridos no curso de medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), e outro caso de suicídio, ocorrido na pós-graduação da Universidade de São Paulo (USP), provocaram a reflexão a respeito da desumanização do meio universitário. Diante das exigências excessivas do cotidiano, os estudantes universitários passam a crer que precisam assimilar e produzir conhecimento, como se fossem máquinas. Ao abandonar as horas diárias de sono necessárias ao dia a dia, ao abandonar a alimentação balanceada e ao abandonar a prática de atividade física, por exemplo, os estudantes passam a percorrer uma estrada perigosa. Isso porque, frequentemente, em razão do estilo de vida adotado, passam a manifestar: ansiedade, irritabilidade, concentração reduzida, enfraquecimento do sistema imunológico e, não raro, sintomas de depressão.

Ainda que uma parcela considerável das universidades brasileiras disponibilize serviço de apoio emocional ao estudante universitário, os esforços precisam ser ampliados e direcionados aos fatores que atormentam os acadêmicos. Segundo o psicólogo e professor da USP, Pablo Castanho, os principais fatores que podem explicar a ocorrência de sofrimento psíquico nos estudantes universitários são: o mercado de trabalho, a desarticulação do coletivo, a perda de referências e a crise do modelo de vida. Diante disso, os grupos de apoio ao estudante universitário podem trabalhar para organizar palestras e seminários, por exemplo, direcionados aos principais anseios dos acadêmicos. Além disso, faz-se necessária a desconstrução da ideia de que aquele que procura ajuda é um indivíduo desprovido de força. Numa sociedade, na qual muitos fingem ser indestrutíveis, ter humildade para procurar ajuda se evidencia como um grande ato de coragem e força.

Para que, portanto, o meio universitário se torne mais acolhedor do que se evidencia na atualidade, faz-se necessário que o estudante universitário passe a priorizar a própria qualidade de vida, adotando hábitos saudáveis. Além disso, faz-se necessário também que os grupos de apoio ao estudante universitário busquem a aproximação dos acadêmicos para que, assim, possam melhor compreendê-los e auxiliá-los. 

 

Anderson Luís Pires Silveira reside em Santa Maria-RS e é estudante de Medicina da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Histórico
  » 01-05-2018 06:05:01 - Você não precisa adoecer!
  » 26-04-2018 09:04:01 - Vocábulo DENEGRIR
  » 16-04-2018 13:04:33 - Antecipar e se precaver x qualidade no atendimento
  » 09-03-2018 09:03:11 - No dia 8 de março não quero flores, quero igualdade!
  » 08-02-2018 13:02:08 - ‘EDITORIAL’ - Edição 273 (1º a 15/01/2018) – ‘Festa carnavalesca de Uruaçu/2018’
  » 01-01-2018 10:01:03 - Temer posa de reformista para desviar atenção de governo fisiologista, diz Caiado na ‘Folha’
  » 03-12-2017 12:12:20 - Luta pela inclusão
  » 17-11-2017 00:11:11 - ‘EDITORIAL’ - Edição 270 (16 a 30/11/2017) – “Projeto ‘Natal Luz’ (Valmir Pedro) e d. Fernando Mason”
  » 09-11-2017 20:11:19 - ‘EDITORIAL’ - Edição 269 (1º a 15/11/2017) – "Pequi... ‘Piqui’, para o povão"
  » 08-10-2017 21:10:31 - Reforma Trabalhista: quais os pontos positivos para o trabalhador?
veja o histórico completo
  Untitled Document
Enquete

Você conheceu pessoalmente alguém que tenha morrido devido ao frio ou ao calor?

   Sim
    Não

    Votar

    Parcial

Consulta entre 1º e 31 de julho/2018
Google
Google